domingo, 15 de setembro de 2013

Memórias distantes

São as palavras
Completando frases
Um pensamento
Algo distante
Uma figura
Memórias que voltam
Tristeza que fica
Olhando-me nos olhos
Sem remorso
Fria como o fino gelo
Fecho os olhos
Mas não se apaga
Se fortalece
Sorrindo
Tenho o que mereço
Um pouco de tudo
Nada de nada
Nada de nada...

Em directo do fim do mundo
João Santos aka Jon-X

3 comentários:

  1. às vezes, como agora, apetece-me ficar por aqui...contigo...no teu fim do mundo.

    com um pouco de muito de nada...a caminho de.


    Flor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoraria dar-te guarida no meu cantinho, mas quanto mais o tempo passa, menos tenho para oferecer e o meu fim do mundo não é um destino que eu recomende.

      No entanto gosto de te ter, por aqui.

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar